19 de jun. de 2024

contos e encantos: Como Conquistar Alguém

contos e encantos: Como Conquistar Alguém:   Alcançar uma conquista é um impulso motivacional que tem o poder de nos transformar, influenciado pelo nosso estado emocional. As vitórias...

contos e encantos: Um sonho de Juventude

contos e encantos: Um sonho de Juventude:     De forma inesperada, encontrei-me em um salão de festas, onde pares giravam ao som da música e jovens solitários dançavam, abraçados às ...

contos e encantos: Como Conquistar Alguém

contos e encantos: Como Conquistar Alguém:   Alcançar uma conquista é um impulso motivacional que tem o poder de nos transformar, influenciado pelo nosso estado emocional. As vitórias...

contos e encantos: Loucos e Solitários

contos e encantos: Loucos e Solitários:   Loucos e solitários, o que parece ser totalmente na contra mão da vida, também apresenta um quadro a ser analisado com cautela.  "Ape...

18 de jun. de 2024

Loucos e Solitários

 


Loucos e solitários, o que parece ser totalmente na contra mão da vida, também apresenta um quadro a ser analisado com cautela. "Apenas os loucos e os solitários é que se podem dar ao luxo de serem eles próprios. Os solitários não têm ninguém para agradar e, os loucos, não se importam se agradam ou não." (Charles Bukowski). 

O autor alemão descreve de maneira impressionante nossas contínuas e debatíveis dualidades, alertando o mundo para uma verdade nítida e assustadora: somos dominadores e frequentemente não nos damos conta do nosso desejo de controlar o mundo dos outros. Um mundo que é de cada indivíduo e que deveríamos esforçar-nos para compreender e respeitar as decisões de cada ser, reconhecendo que a humanidade é uma espécie de origem enigmática e que, mesmo após milhares de anos, ainda não compreendemos completamente suas origens. 

Podemos aplicar essa reflexão no mundo atual ao praticar a empatia e o respeito pelas diferenças individuais. Isso envolve ouvir ativamente e tentar compreender as perspectivas dos outros sem julgamento imediato. 

Além disso, reconhecer que cada pessoa tem o direito de gerir sua própria vida e fazer escolhas, mesmo que essas escolhas sejam diferentes das nossas. Promover a tolerância e a diversidade cultural também são maneiras de respeitar a complexidade da raça humana e sua história ainda não totalmente compreendida.

O autor cearense Antônio Lopes Bezerra argumenta que é essencial compreender e respeitar as decisões de cada esfera pessoal, desde que estas não violem os princípios fundamentais da vida. É crucial reconhecer que cada indivíduo representa um universo único; contudo, essa noção é frequentemente esquecida. 

Muitas vezes, movidos pelo desejo de preencher nossos próprios vazios, esperamos que outros façam sacrifícios por nós, e em nossa falta de razão, consideramos isso como algo aceitável. 

Podemos considerar que muitos de nós somos excêntricos e isolados; vagando por labirintos que, na maioria das vezes, nós mesmos erguemos. Deveríamos estar familiarizados com eles, mas nossa solidão velada nos mantém à deriva em seus corredores. Bukowski apresenta uma citação que nos convida a refletir sobre os valores da vida de maneira única. 

Solidão é um estado de isolamento que, quando prolongado, pode levar a uma sensação de loucura. É um silêncio que ecoa na alma, uma ausência que pesa no coração. A mente começa a criar vozes, sombras se tornam companhias, e o vazio se preenche com pensamentos que giram em um carrossel sem fim. 

A loucura surge como uma fuga, um refúgio da realidade desoladora da solidão, transformando o silêncio em sinfonia e a escuridão em luz. Mas essa luz é ilusória, e a sinfonia, uma cacofonia que só intensifica o isolamento. A solidão e a loucura dançam juntas em um baile sem espectadores, onde a única saída é encontrar a harmonia dentro do próprio ser. Possivelmente sejamos todos loucos e solitários.


"O conhecimento é um farol na escuridão"

5 de mai. de 2024

Como Conquistar Alguém


 Alcançar uma conquista é um impulso motivacional que tem o poder de nos transformar, influenciado pelo nosso estado emocional. As vitórias genuínas demandam ações coletivas, evitando traços excessivamente individualistas.

Para ganhar a admiração de alguém, é essencial preservar a autenticidade. Tentativas de alterar nosso comportamento para impressionar podem levar a uma personalidade fragmentada, causando desilusões frequentes. Somos definidos pela nossa essência; ao tentar ser algo que não somos, falhamos em ser fiéis a nós mesmos. E se falhamos conosco, como poderemos ser fiéis aos outros? A lealdade é a base de qualquer conquista verdadeira e deve ser genuína e duradoura.

empatia desempenha um papel fundamental na arte da conquista. Vamos explorar como ela influencia esse processo:

  1. Compreensão e Conexão:

    • A empatia envolve a capacidade de se colocar no lugar do outro, compreendendo seus sentimentos, necessidades e perspectivas.
    • Quando buscamos conquistar alguém, a empatia nos permite criar uma conexão genuína. Ela nos ajuda a ouvir atentamente, reconhecer as emoções do outro e demonstrar interesse sincero.
  2. Respeito e Aceitação:

    • Ser empático significa respeitar as diferenças e aceitar as imperfeições.
    • Na conquista, isso se traduz em valorizar a individualidade da outra pessoa, sem julgamentos. Aceitamos suas peculiaridades e reconhecemos que todos têm suas próprias experiências e bagagens.
  3. Cuidado e Apoio:

    • A empatia nos leva a cuidar do bem-estar emocional do outro.
    • Quando estamos interessados em alguém, demonstrar preocupação e oferecer apoio nos aproxima. Isso pode ser tão simples quanto perguntar como foi o dia da pessoa ou estar presente quando ela precisa.
  4. Confiança e Vulnerabilidade:

    • A empatia cria um ambiente de confiança.
    • Ao mostrar empatia, encorajamos a abertura e a vulnerabilidade. As pessoas se sentem à vontade para compartilhar seus pensamentos e sentimentos, o que fortalece os laços.
  5. Adaptação e Aprendizado:

    • A empatia nos permite adaptar nosso comportamento.
    • Na conquista, isso significa estar disposto a aprender sobre o outro, ajustando nossas ações para melhor atender às suas necessidades e expectativas.

Em resumo, a empatia é como um elo invisível que une duas pessoas durante a jornada da conquista. Ela torna o processo mais significativo, autêntico e humano.

Para realmente conquistar alguém, seja verdadeiro. Uma conquista autêntica é comparável a uma estrutura robusta que pode precisar de manutenção, mas jamais de demolição. Aprenda a ouvir para compreender verdadeiramente. Fale com lógica, não com ilusões ou emoções; o coração, muitas vezes alinhado com nossos pensamentos, pode nos levar a erros, pois ainda não alcançamos a capacidade de pensar de maneira pura.

Conquiste com espontaneidade e caráter, reconhecendo que está interagindo com seres guiados por emoções e sentimentos sujeitos a alterações inesperadas. Conquistar é gerenciar o tempo e o amor. O amor é renovável, então nunca deixe de nutri-lo. Imagine-o como um jardim: as plantas necessitam de água regularmente para florescerem.

Confie que é possível conquistar com facilidade, pois para tal feito são necessários apenas lealdade, amor, carinho e respeito - qualidades inerentes a cada um de nós e que não se compram com esforço. Então, por que duvidar da sua capacidade de conquista? Toda realização é alcançável, basta iniciar consigo mesmo: ame-se e seu amor se expandirá. Não é questão de perdoar, mas de discernir entre realidade e ilusão. Ao dominar essa compreensão, aplique-a, pois conquistar outrem começa por conquistar a si mesmo.

Tenha fé que a conquista pode ser alcançada com leveza, pois ela se baseia em elementos como lealdade, amor, afeto e respeito, que são intrínsecos a nós e não exigem esforço para serem adquiridos. Então, por que temer a impossibilidade de conquistar? Toda conquista é viável, comece com o autoconhecimento: ame-se e permita que esse amor irradie. Não é necessário perdoar, mas sim compreender o que é realidade e o que é fantasia. Quando essa sabedoria for sua, coloque-a em ação, pois para cativar alguém, é essencial primeiro se cativar.


(O conhecimento é um farol na escuridão)

4 de mai. de 2024

Um sonho de Juventude

  


De forma inesperada, encontrei-me em um salão de festas, onde pares giravam ao som da música e jovens solitários dançavam, abraçados às suas esperanças juvenis. Com os olhos entregues à imaginação ou selados pela emoção, cada um se perdia em devaneios íntimos. Iniciei um bailado com uma dama de tez morena e olhares ébano, e, conforme a música nos embalava, nos deixamos levar pela dança. No palco, uma banda entoava canções de amor, e a alegria se espalhava em cada movimento onírico.

O vocalista começou a cantar uma canção que eu não conhecia, a letra era assim; Vá, e seja feliz nem que seja por apenas om momento, muito além do meu mundo, existe o seu, até porque o nosso já não existe mais. Mas preciso vê-la bem de pertinho e olhar nos seus olhos pela minha última vez. Possivelmente vou chorar, não tenha compaixão de mim. Vá, e tente ser feliz nem que seja por apenas um momento. 

Quando o vocalista começou a cantar, ela abraçada a mim começou a tremer, o beijo ficou viscoso e salgado com sabor de tristeza, senti que ele estava cantando para ela. Seu corpo delgado colado ao meu, me permitia ouvir seu coração acelerado parecendo querer sair do peito.

Parei de dançar, no mesmo instante o vocalista saiu do palco e se aproximou de nós. Quando o vocalista começou a cantar, ela abraçada a mim começou a tremer, o beijo ficou viscoso e salgado com sabor de tristeza, senti que ele estava cantando para ela. Seu corpo delgado colado ao meu, me permitia ouvir seu coração acelerado parecendo querer sair do peito. Parei de dançar, no mesmo instante o vocalista saiu do palco e se aproximou de nós.

Chegou tão perto que vi veias vermelhas em seus olhos verde claro, e algumas lágrimas brotaram. Ele estendeu a mão na direção da moça, e antes de qualquer reação da mesma, ele foi transformado em uma estátua, com a mão estirada como se quisesse tocá-la pela última vez.
A banda parou de tocar, os componentes foram buscá-lo e o conduziram até o palco, fizeram um círculo e começaram a tocar alguns clássicos da banda Quenn. Me vi sozinho, como em um passe de mágica a moça desapareceu, certamente eles eram de mundos diferentes, mas esse sonho de juventude nos mostra a grandeza do amor, em mesmo sofrendo permitir e desejar que o outro  seja feliz.

(O conhecimento é um farol na escuridão)

Mostrar sugestões para saber maisO vocalista, um rapaz bonito, loiro, olhos verdes e cabelo comprido desalinhado, típico dos metaleiros autênticos. Começou a cantar uma música a qual eu ainda não conhecia, a letra dizia assim.Vá, seja feliz nem que seja só por algum momento, mas tente. Até porque além do meu mundo existe o seu, e o nosso acabou com o tempo. quero olhar seus olhos pela minha última vez, possivelmente vou chorar, não tenha compaixão de mim, apenas me deixe lhe olhar de pertinho pela minha última vez. Vá, seja feliz nem que seja só por algum momento, mas tente.Quando o vocalista começou a cantar, ela abraçada a mim começou a tremer, o beijo ficou viscoso e salgado com sabor de tristeza, senti que ele estava cantando para ela. Seu corpo delgado colado ao meu, me permitia ouvir seu coração acelerado parecendo querer sair do peito. Parei de dançar, no mesmo instante o vocalista saiu do palco e se aproximou de nós.Chegou tão perto que vi veias vermelhas em seus olhos verde claro, e algumas lágrimas brotaram. Ele estendeu a mão na direção da moça, e antes de qualquer reação da mesma, ele foi transformado em uma estátua, com a mão estirada como se quisesse tocá-la pela última vez.A banda parou de tocar, e os componentes vieram buscá-lo e o conduziram até o palco. Fizeram um círculo e começaram a tocar alguns clássicos da banda Queen. Me vi dançando sozinho, a moça desaparecera misteriosamente, com certeza eles eram de mundos diferentes.


13 de dez. de 2023

Um Dia, em Qualquer Lugar

 


 Um dia, em qualquer lugar, encontraremos a nossa alma gêmea, nós mesmos; e então teremos uma grande oportunidade de descobrir quem fomos e principalmente quem somos. Muitas pessoas têm medo da solidão sem saber ao certo o que ela é, os menos informados pensam que está só, e não têm a noção exata que precisamos de solitude e aprender com ela. 

 



A
solitude em si, é gostar de estar com você mesmo, sem medo ou carência de companhia. Um dia, em qualquer lugar, seremos visitados pelo todo poderoso tempo que acompanhado de solidão ou solitude nos dirá o que nunca alguém nos disse; ao invés de chorarmos nesse momento, precisamos fazer um agradecimento, por talvez ainda exista tempo para reparos.
 

Somos todos um oceano de aventuras, estamos quase sempre desbravando fronteiras desconhecidas e inexpressivas, só depois conseguimos visualizar o tempo que desperdiçamos. 

 

Os nossos desafios são verdadeiros termômetros que medem a nossa capacidade de ação e superação, nem podemos pensar em fugir deles ou ignorá-los, senão eles fermentam e ficará muito mais difícil resolvê-los. A regra de número trinta e quatro de São Bento, poderia ser aplicada a todos nós "É proibido resmungar”. 

E muito embora tal comportamento possa aliviar as nossas tenções, de nada vai adiantar, o que faz mesmo a grande diferença, é encarar de frente, e agir. 

 

Essa ação precisa de plano e estratégia, sair às cegas não será uma atitude confiável nem inteligente, o ideal será administras as emoções e encontrar alternativas com soluções a curto e médio prazo, se funcionar prolongaremos as ações e fazemos um aprimoramento das mesmas sem ignorar as surpresas. 

 

“O conhecimento é um farol na escuridão” 

 

Antônio Lopes Bezerra 

contos e encantos: Como Conquistar Alguém

contos e encantos: Como Conquistar Alguém :   Alcançar uma conquista é um impulso motivacional que tem o poder de nos transformar, influenci...