Postagens

Mostrando postagens de novembro 12, 2017

PROCURANDO AS RESPOSTAS

Imagem
É comum visitarmos o passado, tentando encontrar algumas respostas que possam justificar algumas de nossas falhas no presente. No entanto, o presente não tem as  respostas do passado, ele é as perguntas do futuro. Quando procuramos explicações para determinados momentos de nossas vidas, precisamos estar preparados para as mesmas, sem constrangimentos ou condenações, porque geralmente faríamos tudo diferente de hoje. Mas isso é normal, se vemos alternativas diferentes, é porque superamos o tempo e aprendemos com ele, se hoje encontramos erros que atropelam a nossa vida, é possível encontrar a solução para corrigi-los. Nada nos impede de recomeçar, acontece que, da maneira que fizemos antes, continuamos fazendo hoje, ou seja, deixando para começar amanhã. Recomeçar , é fazer o acabamento da obra, isso não envergonha nenhum artista do quadro chamado vida. Tantos e quantos retoques forem precisos, não mediremos esforços faze-los, porque em nosso constante aprendizado, é necessário faz

PURA ILUSÃO, E AGORA?

Imagem
 O nosso personagem morreu e agora somos nós mesmos. Por muito tempo estivemos representando um personagem de olhos vendados, agindo apenas pelo instinto e tentando encontrar nos outros o que possa suprir as nossas deficiências. Não adianta nos colocar na condição de vítimas e propagar em todas as direções a nossa decepção, saímos do foco do ilusionista e e entramos em um delicado processo de auto crítica. na verdade também fazemos as nossas vítimas, porque raramente nos apresentamos de forma autêntica,e expomos apenas o melhor de nós. Quando nos deparamos com a realidade das diferenças, torna-se mais fácil fazermos a nossa defesa de que querer dividir as responsabilidades. Muitos de nós somos artistas que não assinamos a nossa arte,e a incerteza que carregamos é a principal resposta para o sucesso ou fracasso de nossa galeria. O mundo está divido entre os que se encontraram e os que estão a procura, e dentro desse parâmetro nem sempre estamos aptos a ver um quadro real, e assim