Postagens

Mostrando postagens de janeiro 29, 2023

Contos e Encantos: Uma História Real

Contos e Encantos: Uma História Real : Março do ano dois mil e dezessete, sem aviso  prévio o destino abriu uma fenda com quilômetros de profundidade e sepultou parte dos meus son...

Uma História Real

Imagem
Março do ano dois mil e dezessete, sem aviso  prévio o destino abriu uma fenda com quilômetros de profundidade e sepultou parte dos meus sonhos. A vida estava em estado de graça, e por incrível que pareça nunca deixei de agradecer, e até mesmo de me perguntar se eu merecia tanto. Mas m uma madrugada minha filha mais nova decidiu sair desse planeta, possivelmente se cansou de ver tantas injustiças e resolveu voltar para casa, nas dimensões superiores. Acostumado a abraçá-la, admirar seu lindo sorriso e falar sobre os nossos planos para o futuro, tive que encontrar forças para segurar seu corpo e olhos semiabertos  como se olhasse meu sofrimento e dissesse, você me ensinou a ser forte. Passei levemente a mão sobre seus olhos e os fechei. Não se preocupe, nunca iremos nos separar, o nosso amor é um elo inquebrável. A tarde fui ao instituto médico legal para acompanhar a liberação do corpo, em uma sala vizinha uma moça me chamou, pensei que seria para entregar a autorização. Me enganei, ao

Contos e Encantos: O Alien e o Cetro de Ouro

Contos e Encantos: O Alien e o Cetro de Ouro :   Era madrugada de um Domingo, um Alien pousou em uma praia. A maré estava baixando e deixando na areia algas e alguns búzios sem vida, mesm...

O Alien e o Cetro de Ouro

Imagem
  Era madrugada de um Domingo, um Alien pousou em uma praia. A maré estava baixando e deixando na areia algas e alguns búzios sem vida, mesmo assim as pedras que ficaram a mostra  mostrava uma beleza fantástica, pequenos e grandes círculos de pedras cheios de peixinhos e crustáceos, sem muito sobre o mar, imaginou ser um enorme lago que estava secando. Retirou um cero de outro e perfurou a areia com ele deixando visível apenas metade dele, e ficou de costas para cetro olhando o mar e o  movimento das ondas. O sol começou a colorir as ondas e os banhistas começaram a chegar, de todos os lados os frequentadores surgiam, um homem olhou o estranho de costas e teve a péssima ideia de se aproximar do artefato e lavá-lo. Ao tocar no cetro, o Alien  perguntou: Aqui é assim? Tocam no alheio sem permissão? O homem recuou um pouco e indagou de que era feito aquele objeto. -Ouro puro, mas só um guardião poderá arrancá-lo da areia.. -O homem ficou parado por alguns  segundos, depois em uma ação ráp

Contos e Encantos: Os Encantos da vida

Contos e Encantos: Os Encantos da vida :   Os encantos da vida são tão imensuráveis e enigmáticos, que nem todas as fadas do universo saberiam explicar tais encantos, é de uma compl...

Os Encantos da vida

Imagem
  Os encantos da vida são tão imensuráveis e enigmáticos, que nem todas as fadas do universo saberiam explicar tais encantos, é de uma complexidade tamanha, que somente quem criou a vida sabe todos os porquês sobre ela. Imaginemos o choro de uma criança, as pesquisas informam ser um dos sons mais insuportáveis aos nossos ouvidos, mas através de seus estridentes apelos, é possível ouvir uma voz adulta cantando uma canção de ninar, ou contando uma história infantil. Até mesmo em nossos relacionamentos quando sofrem atritos, fazemos inúmeros questionamentos e afirmamos não merecer tal momento, mas quando passam as tormentas e voltamos a navegar em águas mansas e os sorrisos voltam, são poucas as pessoas que agradecem ou tenta descobrir como aconteceu. Sabe por que? Porquê os encantos da vida são feitos de sal e mel, e o sereno que representa as lágrimas do universo, cria o orvalho para matar a sede das plantas. Ah, mundo encantado da vida, ativado pelo avivamento dos que amam, e o desprez

Contos e Encantos: Helena e a Fada das Letras

Contos e Encantos: Helena e a Fada das Letras :   Era uma vez em um lugar bem distante por entre os penhascos de uma serra verdejante, morava uma comunidade muito pobre, vivendo apenas da ...

Helena e a Fada das Letras

Imagem
  Era uma vez em um lugar bem distante por entre os penhascos de uma serra verdejante, morava uma comunidade muito pobre, vivendo apenas da lavoura e da caça sem muitas expectativas de melhoras. No entanto o sonho de cada pai de família era deixar de herança para os filhos, o conhecimento, sabiam que  seca ou inundações jamais destruíam tal patrimônio. Em casinha de barro funcionava uma escolinha, as meninas com seus vestidos de chita, e os meninos calça de tergal azul e camisas brancas.  A maioria calçavam congas ou havaianas, e mesmo com toda simplicidade a alegria era contagiante. Helena, uma das alunas, tinha dificuldade de ler. Os pais nem pensavam em levar a um oftalmologista porque não tinham recursos para comprar o óculos, mesmo assim era uma das mais entusiásticas da classe, até mesmo quando os colegas riam de sua lentidão ao ler, ela dava uma paradinha e ria, imaginava que os risos não fossem de deboche. Todas as sextas-feiras era escolhido um aluno(a) para ler um conto e dep